Os mímicos, V. S. Naipaul, primeiro parágrafo

Quando vim pela primeira vez a Londres, pouco depois do fim da guerra, passados alguns dias de minha chegada me vi numa pensão, ou “hotel particular”, como era chamada, perto de Kensington High Street. O dono da pensão chamava-se Sr. Shylock. Ele não morava lá, mas o sótão era reservado para ele; e Lieni, a zeladora maltesa, disse-me que de vez em quando ele passava a noite ali com uma jovem. “Essas moças inglesas!”, exclamou ela. Lieni morava no porão com seu filho ilegítimo. Uma aventura ocorrida no início do pós-guerra. No espaço estreito entre o sótão e o porão, entre o prazer e a penitência, moravam os pensionistas.
Tradução: Paulo Henriques Britto.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s