Camus e o problema verdadeiramente sério

Albert Camus e o problema filosófico verdadeiramente sério, o suicídio. A OMS disse que são oitocentos mil suicídios por ano, um suicídio a cada quarenta segundos. O problema do suicídio são dois: dói e é sujo, em geral. O medo da dor faz muita gente evitá-lo. A sujeira – muito próxima da indignidade do corpo – também é limitadora. A sujeira das tripas e do sangue que se espalha, exemplo. Se o suicídio fosse limpo e indolor, como deveria ser, a fila dos oitocentos mil aumentaria muitíssimo. E sim, o suicídio deveria ser limpo, clínico, indolor, pois ninguém deveria ser obrigado a ficar aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s