Apropriação

O rapaz falou, Leonardo anotou, apropriação: “Os verões não se repetem aqui, cada um tem a sua própria cara. A cara deste verão, por enquanto, é a dos mais agradáveis que já passei por aqui. Ensaiou chuva, ensaiou chuva, durante uma semana, chuva que foi embora. Tivemos no meio de julho uma chuva de gelo – não era granizo, era gelo mesmo. A mais incrível das tempestades que já vi no alto daquele sexto andar. A tempestade veio lenta, se aproximando por duas frentes. Antes da tempestade, preparava-me para ver o filme de Alien, o céu estava limpo, mas resolvi dar uma olhada na meteorologia, e tinha um aviso estranhíssimo de alerta geral no país inteiro, de uma tempestade fora do normal. E ela foi fora do normal, mas chegou devagarinho, Alien ficou pra depois, fiquei em casa. Ouvi grandes pedaços de pedra caindo no telhado, raios por todos os lados, uma ventania absurda. achei, juro, que ia ficar sem telhado. E olhe que já vi muitas tempestades fortes daquela janela.”